Tuesday, December 18, 2007

A quase morte do valente computador do Uruk

Vocês que não trabalham com colunas de HisTag, não sabem como elas são deveras fantásticas! Mas uma coisa é certa, se entopem, vão passar cerca de 24 horas de grande tristeza. Pois sabem que vão apanhar a maior seca da vossa vida, que é traduzida no seguinte valor de caudal: 1 ml h-1! (vocês precisam de no mínimo de 10 ml)

Pois é, a coluna de HisTag voltou a entupir, mas desta vez descobri o que se passa com as minhas amostras, e em principio não vai entupir tão facilmente da próxima vez. Assim, estando eu no meu local de trabalho à espera que as gotas se formem à mesma velocidade que a carreira de Argoselo demora a chegar a Senilhas, tenho montes de tempo para estourar, por isso vou-vos contar um piquena peripécia que ocorreu nos entre tantos:
Venho eu de novo para o Departamento, já noitinha, e constato que o caudal da coluna está cada vez mais lento. Nisto, reparei que me esqueci da caixa de gelo (que mal gelo, era quase só água) que estava em cima do banho maria mesmo ao lado do computador. Devido à desanimação da tremenda seca que se avizinhava aliada ao alto risco da perda da amostra (que estava dentro da coluna), pego na caixa de gelo sem cuidado.

Nota – os acontecimentos que se seguem ocorreram em câmara lenta:

Uma onda é formada devido à agitação (uma única onda!) que se espalhou na direcção diagonal (do canto inferior direito para o canto superior esquerdo) da caixa de gelo e que culminou num pequeno transbordar mesmo no cantinho superior esquerdo. Cerca de 20 ml se tanto de água (uma caganita vá..) voam agora livremente! E onde esta pequena porção de água aterra? Tanto sitio onde cair! Mas não!, Caiu em cheio no teclado do computador, é que nem apanhou mais nada! Caiu a 100% no teclado do computador!
Armado em socorrista do INEM, desliguei-o de imediato (claro que demorou bué), e virei-o de imediato ao contrário para ele virar bem o barquinho (enquanto o desgraçado ainda se desligava). Começo a limpar o excesso de água com um papel, e mal se desligou abri a torneirinha do compressor, e comecei a expulsar a água com um abundante jacto de ar.
Quando pensei que estava sequinho, e devido ao facto de ter sido pouca água (uma caganita vá…) nada comparável aos autênticos mergulhos de alta profundidade aos quais assisti em primeira-mão (falo do falecido computador da Trenguinha e do “eu nunca mais voltei a ser o mesmo” do Corto Malteser), decidi ligá-lo.

Eis que ele funciona!


Tudo ok, abro o wordpad para ver se as teclas dão, visto que são elas as mais sensíveis à água:

Nada!

Carrego em todas, mesmo as que não se molharam, e nada! Não respondiam! O meu humor (que já não era dos melhores) desfigurou-se. Coloquei o computador na estufa a 30ºC, mas passados alguns minutos, que me pareceram horas, pego nele e levo-o para casa. Mas antes! Cool down, para mudar o tampão que "passa" pela coluna para ver se recupero a amostra. Feito isto vou a correr para casa. Mal entro pego no secador e siga!

Quando me queimei ao tocar no teclado parei... Levei o computador para um chão em azulejo afastando os tapetes de arraiolos, Ligo o dito cujo:

Bip! - um som de alarme estridente, banda sonora de um fundo negro e inerte.

Desligo, ligo:

Bip! (fundo preto) - porra! Morreu! É nestas alturas que vejo como gosto de mim próprio.

Andei às voltas em casa de t-shirt com um calor dos diabos... "que fazer, ele não podia ter morrido agora! Não! Agora não! Não desta forma!"

Sem desistir pego nele, ligo-o, e com o secador na mão começo a ventilá-lo:

Bip! (fundo preto)

Desligo, ligo:

Bip! (fundo preto) - em desespero decido fazer "respiração boca à boca" - abro-lhe a porta do leitor de CD's que fica mesmo por deabaixo da zona de impacto, sempre com ele ligado, espeto lá para dentro o secador!

Bip! Bip! Bip! (uma linha branca!) Bip - reinicia o computador! Desligo por fim o secador.

Ligou-se como se nada fosse.
Experimento comandos, experimento programas e por fim as teclas. Voilá! Está de volta!
Que alívio... Nisto sinto um frio de rachar! Pois é, ainda estava de t-shirt…

Ainda não foi desta que este old chap foi de vela.
Este post é dedicado a esse meu companheiro de 4 anos!

Juro-te que não te queria fazer mal!

5 Comments:

At 3:12 AM, Blogger Tzipporah said...

WOW k experiência...ainda bem k sobreviveu fico extremamente feliz...bem k ganda susto...:)

 
At 12:08 PM, Blogger Uruk Riot said...

É verdade! E agora que arranjei maneira de ter espaço suficiente em disco para o desfragmentar está melhor do que nunca!

Cada dia que passa é uma vitória!

 
At 2:36 AM, Blogger Alberto said...

Pode-se dizer que o teu computador pertence à classe das força especiais! 4 anos a trabalhar e já sobreviveu a um atentado...lol...

 
At 3:31 PM, Blogger Uruk Riot said...

Tiveste bem Alberto! De facto o meu comp é digno de pertencer à velha guarda!

 
At 5:36 AM, Blogger Joao said...

E se tivesses puxado o cabo do teclado logo, em vez de teres perdido tempo a desligar o computador? :P

 

Post a Comment

<< Home